quarta-feira, 15 de abril de 2009

BEM NO RIM

No mês passado esteve no Brasil aquele que, com movimentos rápidos e sutis, consegue derrubar qualquer um que apareça na sua frente. Não, não foi o Mike Tyson, ele ainda existe? Estou falando do mega-ultra-televangelista-super-sayajin-nível 4, Benny Hinn.

Ele que no início de sua carreira, quando telefonou para sua mãe para dar a notícia de que havia se tornado pastor, disse: "Mãe, ta sentada?", "Claro meu filho", "Então levanta pra cair!". Pois é, esse é o Benny.

A princípio ele achou o povo brasileiro meio pra baixo, meio "caído", mas logo percebeu que mesmo assim teria muito trabalho pela frente.

Hinn demonstrou bastante interesse pela música brasileira e afirma que já tem suas prediletas: "Cai, cai balão" e "Beber, cair e levantar".

Os que conseguiram ficar em pé durante a apresentação do showman afirmam que foi ótima!

Benny até deu algumas dicas para os fãs brasileiros. Quando perguntado sobre os poderes de seu paletó, respondeu prontamente: "graças a Deus, venho mantendo meu voto de não lavar aquele paletó há mais de 10 anos, desde que corri uma maratona de 20 km vestido com ele..." Ta explicado Benny!

Uma mãe muito entusiasmada com o evento afirmou: "Benny é maravilhoso, derrubou meus três filhinhos." Ele ainda recebe elogios por isso? Quando eu derrubava alguém na escola, no máximo o que eu ganhava era uma advertência. Os tempos mudaram.

Em entrevista o Papa Evangélico afirmou que ama fazer esportes. "Gosto de pára-quedismo, só para sentir a queda-livre."

Apesar da fama que o pregador obteve no Brasil, teve quem não gostasse também. O lutador de vale-tudo Wanderley Silva afirmou: "Quem esse cara pensa que é? Sou 'duro na queda' e desafio ele. É só marcar a hora, o local e 'cair' pra dentro."

Aliás, como seria chamada essa nova modalidade de combate? Uma "Benny Rinha"?

Benny até tentou marcar a luta com Wanderley pela Internet, mas parece que teve alguns problemas porque sua conexão "cai toda hora".

Já percebi que para ele a única coisa que permanece inabalável mesmo é a arrecadação.

Cuidado Benny, um dia a casa cai!

Wander Ribeiro

Siga por Email

Assine O Bereano

Seguidores