sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Faça-se tudo com decência e ordem

Falando como Jesus disse a Satanás na tentação no deserto, está escrito!

Sim, está escrito na Bíblia, a antiga e maravilhosa Palavra de Deus escrita, que tudo no culto deve ser feito com decência e ordem. Está escrito no Novo Testamento apesar de tantos dizerem que depois de Cristo não há qualquer referência à prática de culto.

Mas parece que isto não importa a muitos "crentes", membros de igrejas batistas, nem a muitos pastores que se importam mais em satisfazer as próprias tendências carnais do que os preceitos daquEle a quem deveria ser dedicado o culto. "Crentes" desejam a euforia carnal, a sensualidade, o prazer orgíaco e pastores desejam satisfazer o rebanho que se metamorfoseia de ovelhas para bodes, de adoradores de Deus para adoradores da carne, tudo em nome do sucesso e do lucro pessoal. Não se pode desagradar os jovens; é melhor que eles dancem na igreja do que no mundo. Só falta dizerem "é melhor que se prostituam na igreja do que no mundo"; "é melhor que se droguem na igreja do que no mundo"; "é melhor que se percam na igreja do que no mundo". Como se igreja fosse um mero espaço de dança, ou como se igreja fosse um lugar para reunião agradável de jovens carnais.

Quem não faz tudo com decência e ordem no corpo de Cristo (sim, precisamos nos lembrar que a Igreja é o corpo de Cristo) é carnal. Tão carnal como eram os crentes da igreja de Corinto (veja 1Coríntios 3:1). Hoje criticamos o falar em línguas estranhas nos cultos da igreja, mas toleramos, incentivamos e abrimos espaço para a carnalidade da dança na igreja. Os que falam línguas são meninos, brincam de falar o que não sabem; os que dançam são carnais e já estão chegando à imoralidade.

Fui examinar o texto encontrado em 1Co 14.40. É muito mais do que parece. A palavra traduzida por "decência" significa apropriadamente, bem formado, gracioso, agradável, de condução conveniente em palavra ou comportamento; e a palavra "ordem" significa, neste caso, algo que é colocado ou está estabelecido em uma condição ordenada.

É a carne que luta contra o Espírito Santo e o Espírito Santo luta contra a carne. É o palco da luta espiritual enquanto estamos no mundo, na nossa caminhada para a realidade celestial. A carnalidade praticada é a manifestação de que o pecado está ganhando terreno, de que Satanás está levando vantagem. A falta de decência é manifestação de carnalidade, de perda de domínio próprio, de que se está dando lugar ao diabo ao invés de se dar lugar ao Espírito Santo.

Como venceremos isto? Com a Palavra de Deus, vivendo e declarando para o inimigo o que está escrito.

Pr Dinelcir de Souza Lima

www.obereano.blogspot.com

6 comentários:

Anônimo disse...

amados irmãos bereanos eu venho acompanhando este blog há uns meses,e hojé quero falar do meu apreço por voçes,é um excelente blog sempre combatendo pela sá doutrina.(Jd;3)fui pentecostal uns seis anos(assembleia de deus),mas hojé sou um batista graças a Deus.não que igreja salve só jesus salva,mas pertencer a uma igreja sadia é muito importante para nosso crescimento.continuem batalhando pela sá doutrina,vosso galardão esta guardado nos céus.

Pr Dinelcir de Souza Lima disse...

Fiquei feliz em ler meu artigo neste blog. Um blog sério que leva a Palavra de Deus a sério. Obrigado pelo privilégio.
Pr Dinelcir de Souza Lima
Pastor da Igreja Batista Memorial de Bangu
Presidente da Organização Brasileira de Batistas Históricos
www.entendaabiblia.blogspot.com
www.batistastradicionais.blogspot.com

Anônimo disse...

Bereano, a Monfort batista.

Jakelline disse...

Gostei dos artigos.
Apesar que ás vezes é um pouco muito crítico! Me entende?

De uma menonita,

rborecki disse...

"Hoje criticamos o falar em línguas estranhas nos cultos da igreja, mas toleramos, incentivamos e abrimos espaço para a carnalidade da dança na igreja. Os que falam línguas são meninos, brincam de falar o que não sabem;"

E Faz muito bem quem critica, pois falar em línguas não é essa baboseira que ficam fazendo nos cultos, e sim, literalmente receber a habilidade de falar em outra língua REAL para poder levar o evangelho aos povos que falam essa língua. É a mesma coisa que escrever "oifouerlekr oij ouar yuoai" e dizer que estou escrevendo em línguas...

Pr Dinelcir de Souza Lima disse...

Caro irmão
Eu não sou adepto do falar línguas estranhas. Pelo contrário, ensino e provo que isto não existe no cristianismo bíblico. O que eu quis dizer é que criticamos algo errado e abrimos espaço para algo pior ainda. O falar línguas é criancice, como ensinou o apóstolo Paulo. Mas a dança no culto é carnalidade pura.

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!
[Identifique-se com o seu nome e e-mail]

Siga por Email

Assine O Bereano

Seguidores